Conheça nosso seguro residencial

Simule agora!

x

Qual a origem do Halloween?

Hoje é Halloween!!! Mas apesar do dia ser só em 31 de outubro, essa data modifica todo o mês de outubro nos EUA, trazendo caveiras, abóboras, monstros e bruxas para o nosso dia a dia. 

E você sabe a história deste dia? Por que esses símbolos o representam tanto? E mais, o que as bruxas têm a ver com isso?

Se você ainda está em busca de uma boa programação de Halloween, a gente fez um post especial na sexta-feira, só clicar aqui que você ainda pode encontrar uma atração de última hora. Nem que seja a nossa lista de sugestões de filmes para você curtir o dia das bruxas em clima de Hollywood.

Mas antes, um pouquinho de história nunca fez mal e essa história é cheia de curiosidades e detalhes assustadores…

SAMHAIN e outras influências na antiguidade

A maioria dos estudiosos concorda que o Halloween é uma tradição bem antiga. Há cerca de 2000 anos, os celtas, que viviam entre a Irlanda, o Reino Unido e o norte da França, celebravam o início de um novo ano em um festival chamado Samhain (pronuncia-se saa-wn, ou SÁUEN) que acontecia no dia 1º de novembro. 

O dia marcava o fim do verão e da colheita e o início do inverno escuro e frio, época associada à morte. Havia a crença que na noite da virada do ano, 31 de outubro, o véu entre o mundo dos vivos e mundo espiritual se tornava mais fino. Esse seria o dia em que as almas de quem morreu no ano anterior fariam a passagem para o mundo espiritual. Isso facilitava a comunicação entre os dois mundos e até mesmo tornava possível a visita de fantasmas à terra. 

Acreditavam que essas almas ao passar pela terra faziam brincadeiras e travessuras com os vivos, então os vivos, para se protegerem, faziam oferendas de suas colheitas e caças. Mas na mesma noite, as pessoas também faziam brincadeiras, sabendo que poderiam culpar os espíritos. Se fantasiavam de monstros e criaturas mágicas para se misturar com as criaturas da noite e eventualmente, aproveitarem as guloseimas oferecidas. 

Outro costume celta era manter uma fogueira acesa para manter os canais de comunicação abertos durante a noite e nelas queimar colheitas e animais a título de sacrifício para os espíritos e divindades.

Existem outras explicações para fogueira, alguns acreditam que era uma forma de homenagear o deus Sol para que voltassem depois do inverno, outros que seria uma espécie de passarela para que seus entes queridos mortos fizessem a passagem sem se perder.

Eles usavam as chamas das fogueiras da celebração para acender as lareiras de suas casas na intenção da fogueira sagrada protegê-los durante o longo e rigoroso inverno. 

Morcegos

Dessas fogueiras provavelmente se originou a origem dos morcegos na tradição do Halloween. As fogueiras do Samhain dos Druidas atraíam insetos que, por sua vez, atraíam os morcegos para uma refeição saborosa. Nos anos posteriores, vários folclore surgiram citando os morcegos como arautos da morte ou da desgraça. Na mitologia da Nova Escócia, um morcego se estabelecendo em uma casa significa que um homem da família morrerá. Se ele voar e tentar escapar, uma mulher da família morrerá. 😳

Império Romano

A partir da conquista do território celta pelo Império Romano em 43 d.C, iniciou-se um período de 400 anos de domínio que inevitavelmente culminou na fusão de algumas tradições. Ao Samhain foram combinados dois festivais de outono: o Feralia e a festa de Pomona. 

O Feralia acontecia no final de outubro no intuito de homenagear os mortos. Já a festa de Pomona, deusa das frutas e árvores, cujo símbolo é uma maçã, pode ter trazido o costume das brincadeiras com maçã no Halloween. 

Dia de Todos os Santos

Vários papas cristãos, ao longo dos tempos, tentaram substituir feriados “pagãos” como o Samhain por feriados que representavam suas práticas religiosas. Em 1000 d.C., a igreja fez de 2 de novembro o Dia de Finados, um dia para homenagear os mortos e substituir a data celta. O Dia de Todos os Santos foi estipulado para o dia 1º de novembro. 

Contrariando a igreja a celebração do Samhain continuou acontecendo na véspera, no dia 31 de outubro, e passou a ser chamada de ALL-HALLOWS-EVE, all = todos, hallows = santos, eve = véspera, a véspera do Dia de Todos os Santos, que iria se transformar na palavra HALLOWEEN eventualmente. 

Apesar do novo enfoque religioso, essa época do ano continuou associada à visita dos mortos que vagam entre os dois mundos na Inglaterra e na Irlanda e as pessoas distribuíam alimentos para os espíritos famintos. 

As fantasias eram utilizadas para as pessoas se confundirem aos espíritos e aos seres da floresta (celtas acreditavam em fadas, duendes e seres mágicos) e não serem importunadas por eles. A prática também permitia que os humanos “disfarçados” pegassem as guloseimas destinadas aos espíritos. Alguma semelhança com o costume do trick or treat?

HALLOWEEN na América

As primeiras festividades parecidas com o Halloween na América surgiram predominantemente nas colônias do sul. Em New England era mal visto por causa das tradições religiosas da região. 

Entretanto, como os EUA é um país plural tanto em etnia quanto em costumes, tradições, festas e crenças foram se misturando e se adaptando para se tornarem o Halloween que conhecemos hoje. 

As primeiras celebrações foram chamadas de “festas de brincadeira” (ou “play parties”), eventos públicos realizados para a população celebrar a colheita, trocar histórias de fantasmas, cantar, dançar e até a “ler” a sorte umas das outras.  

Século XIX

Até meados do séc XIX, apesar de comuns, os festivais de outono não eram celebrados nacionalmente. Mas com a onda de imigrantes que veio no meio do século, incluindo muitos irlandeses, que ainda celebravam as tradições celtas, ajudaram a reforçar e popularizar o Halloween pelo país. 

Os recém-chegados trouxeram suas próprias superstições e costumes, como a jack-o-lantern, que era esculpido em nabos, batatas e beterrabas. Chegando aqui, devido a abundância de abóboras no período, substituíram o legume.

Se apropriando dos costumes europeus, a população dos EUA passou a usar fantasias e passar de casa em casa pedindo comida ou dinheiro. Trick or treat? 

No final do século, parte da população se esforçou para transformar o Halloween em um feriado mais sobre a comunidade e encontros de vizinhos do que sobre fantasmas, partidas e bruxaria.

Os pais foram incentivados a tirar a conotação assustadora das celebrações e ao longo das mudanças, a data perdeu de vez o sentido religioso e supersticioso. 

O Halloween hoje

As travessuras ou gostosuras dispararam em popularidade na década de 1950, na época do baby boom. Os eventos de Halloween foram trazidos para as salas de aula e para casa, para melhor atender as crianças, que se tornaram o principal público. 

Trick or treat era uma forma relativamente barata da comunidade compartilhar a celebração, e de evitar que se pregassem peças, oferecendo pequenas guloseimas às crianças da vizinhança.

Hoje, mais de 179 milhões de americanos comemoram o feriado – e gastam cerca de US $9,1 bilhões no Halloween por ano, de acordo com a National Retail Federation, tornando-o o segundo maior feriado comercial do país depois do Natal.

Fun fact: um quarto de todos os doces vendidos anualmente nos EUA é comprado para o Halloween.

Por que Salem é tão famosa no Halloween?

Salem, Massachusetts, ficou famosa pelos julgamentos das bruxas em 1692, quando em apenas três meses 19 pessoas inocentes, 14 mulheres e 5 homens, foram enforcados e um homem foi prensado até a morte. Foi uma época de histeria, quando os tribunais acreditavam no diabo, nas evidências espectrais e nos perigos das adolescentes. 

Os julgamentos cessaram quando o governador William Phipps dissolveu o tribunal, depois que sua esposa foi acusada de ser bruxa. Um Tribunal Superior foi formado para substituir o que estava vigente e não permitiu evidências espectrais. 

O novo tribunal libertou aqueles que aguardavam julgamento e perdoou aqueles que aguardavam execução; os julgamentos acabaram.

Ao longo dos séculos a cidade se apropriou da história e ampliou, criando lendas e histórias de bruxas de arrepiar os cabelos. A indústria do entretenimento também ajudou a manter o mito com filmes e livros na temática. Hoje a cidade é visitada por turistas de todo o mundo, principalmente nos meses de outubro e Halloween.

O Halloween é um feriado?

Apesar de mudar toda a rotina dos moradores dos EUA durante um mês, o Halloween não é um feriado oficial. Para a maioria dos estabelecimentos comerciais é um dia útil como outro qualquer. 

Aliás, não um dia qualquer, existem empresas que incentivam o uso de fantasias no dia e fazem atividades especiais para comemorar o dia das bruxas. 

Conheça nosso seguro residencial

Simule agora!

Posts relacionados

>O que é World AIDS Day?
O que é World AIDS Day?

Você sabe o que é o World AIDS Day? Te explicamos como a data surgiu e como já afetou o conhecimento e a forma do mundo lidar com o vírus.

>Por que operações digitais podem afetar a sua apólice de D&O?
Por que operações digitais podem afetar a sua apólice de D&O?

Como a falta de cyber security pode afetar a diretoria da sua empresa e sua apólice de D&O? Como evitar prejuízos permanentes? Saiba mais.

>Qual a história por trás do feriado de Thanksgiving?
Qual a história por trás do feriado de Thanksgiving?

Pra quem só conhece o Thanksgiving pela TV e quer saber mais sobre a origem do tradicional feriado nos EUA, trazemos um pouco de história e falamos sobre o que poderia fazer parte daquela primeira refeição compartilhada.

\

Vem pra nossa comunidade

Somos uma seguradora feita de pessoas para pessoas. Uma comunidade que fala a mesma língua, de gente de olho no futuro. Um lugar feito pra você se sentir em casa, com toda a proteção e cuidado que um lar oferece. Pode chegar.

Simulação Rápida